terça-feira, 14 de julho de 2009

"Crise no Senado - Eu nunca tinha visto isso na minha vida", diz Simon

Por Noblat

Do senador Pedro Simon (PMDB-RS) em aparte a discurso do colega Arthur Virgílio (PSDB-AM):

- Olha, nós chegamos ao limite do mínimo da responsabilidade que nós podemos ter. Eu digo com a maior tristeza, com a maior mágoa. Nessa altura, não adianta o Presidente Sarney se licenciar. Ele tem que renunciar à Presidência do Senado. Ele tem que fazer o que os seus antecessores fizeram. Ele deve renunciar à Presidência do Senado. E nós devemos nos reunir para escolher alguém que seja a representação de todos nós.

- Não adianta suspender os atos, não adianta indicar nada, não adianta o ex 1º Secretário, coitado, vir à tribuna e oferecer: vê a minha vida, vê isso, vê mais aquilo. Nós perdemos toda a credibilidade, Senador. Agora, V. Exª, dirigindo o Conselho de Ética... O Conselho de Ética ainda não se instalou. Em primeiro lugar, eu vejo pelo meu Partido, eu tenho o maior respeito pelas pessoas que foram indicadas. Eles até têm muitas qualidades, mas não foram indicados pelas qualidades. Eles foram indicados pela fidelidade, por fazer aquilo que o Sr. Renan, Líder do PMDB, porque ele e o Sr. Sarney controlam e comandam a bancada do PMDB.

- É uma humilhação. Eu tenho vergonha, eu tenho vergonha da posição que eu estou. Aí me perguntam: por que o senhor não vai para outro partido? Eu não tenho para onde ir, mas, sinceramente, eu estou pensando em ir para casa, Senador. Eu estou pensando. Já ao sou mais candidato a nada, mas estou pensando em sair. Eu não tenho mais condições de fazer nada. Se eu não posso ajudar, pelo menos que eu vá embora. O Presidente Sarney tem que ter a grandeza de renunciar à Presidência do Senado.

- Eu estive no seu gabinete, fui lhe dizer isso dias atrás. Não tive coragem, porque ele falou com tal maneira, com tal firmeza que eu não tive coragem de dizer pra ele aquilo que eu fui lá pra dizer: Presidente, renuncie! Esse negócio da fundação... Em primeiro lugar, era o Convento das Mercês, um prédio... o mais espetacular. Em segundo lugar, a Assembléia vota uma lei... desde a Constituinte até hoje, é a primeira vez que o Senado anula uma lei estadual, a pedido dele, porque a Assembleia tinha determinado a devolução... S. Exª é presidente eterno, vitalício. Se ele morrer, é a esposa dele; se morrer a esposa dele são os filhos dele; se morrerem os filhos, são os netos, pelo menos é o que diz o jornal. Eu nunca tinha visto isso na minha vida!

- Eu nunca tinha visto isso na minha vida! A conta no exterior... isso S. Exª responde que viajou para Veneza a convite, com as contas pagas pelo presidente do banco que é um homem que foi condenado a não sei quanto tempo! Mas o que é isso, ir visitar Veneza com as contas pagas por um homem inescrupuloso que nem é o presidente do Santos! Aí ele foi a única pessoa do Banco de Santos que das contas o dinheiro foi retirado antes de quebrar o banco e vem o presidente do banco e diz: não, ele não pediu, eu fiz por minha conta. Mas onde é que está isso, meu Deus do céu?!

- Quer dizer, o presidente dum banco chegou na hora... vai quebrar o banco amanhã, tira o dinheiro do Sr. Sarney e bota fora pra ele não perder! Olha, cá entre nós... eu tive inveja, uma inveja cristã do neto do Presidente Sarney. Aquele rapaz, formado em Harvard, formado na Sorbonne, um belo dum rapaz, com uma firma organizada... o Presidente Sarney permitir que ele entre num negócio de quinta categoria aqui no Senado! O Presidente Sarney permitir que ele entre em um negócio de quinta categoria do Senado! Um rapaz que teria tudo para progredir, para crescer, para ser um grande rapaz!


- Quer dizer, o Presidente Sarney, nesse espírito dele, fazer isso com um neto! Ele tem de se afastar. A imprensa já diz: o Presidente Getúlio Vargas saiu da vida para entrar na história; e o Presidente Sarney saiu da história para cair na vida. Ele tem de renunciar. Eu digo, com mágoa, eu juro, para o meu filho, que eu achava que a licença era suficiente. Hoje não é mais. Não adianta ele anular os atos. Não adianta nada! É um neto, é o segundo neto, é o primeiro sobrinho, é o segundo sobrinho, é o terceiro sobrinho, é o filho, é coisa demais! E não vamos nos esquecer que ele está no terceiro mandato. É o brasileiro que mais ocupou a Presidência do Senado na história de todo o Senado.

- E ele que indicou as pessoas que estão aí. E não venha me dizer que, quando ele saiu, a pessoa ficou nos cargos, e que não foi a pedido dele. Ele era íntimo do Sr. Antônio Carlos, íntimo do Jader, íntimo do Renan. Se afaste! Se afaste! É a melhor coisa que ele pode fazer: ter um ato histórico, um ato de grandeza, renunciando ao mandato. É o ato que ele tem de fazer.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início