quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Divulgada 1ª imagem de americana sequestrada há 18 anos

Edição e publicação de Kassu em 14/10/2009 às 16h17

De vermelho o casal de acusados



Capa da revista People divulgada em programa da NBC

Foram divulgadas nesta quarta-feira pela revista Peolpe as primeiras imagens da americana Jaycee Lee Dugard, sequestrada quando tinha 11 anos e só encontrada recentemente. A mudança mais perceptível em Jaycee, que agora está com 29 anos, são os cabelos, bem mais escuros do que quando era criança.

Um porta-voz de Jaycee confirmou que ela liberou as imagens e também fez as primeiras declarações desde que foi encontrada, segundo publica o jornal Daily Mail. Ela afirmou à People que está feliz por estar com a família e ter seu apoio e amor incondicionais.

A americana foi seqüestrada por Phillip Garrido no dia 10 de junho de 1991, quando caminhava em direção a um ponto de ônibus em South Lake Tahoe, Califórnia. Na época, registros policiais apontaram que "um veículo ocupado por dois indivíduos parou ao lado de Jaycee e sequestrou a menina". Após uma longa investigação, não foram encontradas pistas dos sequestradores.

O mistério começou a ser solucionado quando a polícia interceptou Garrido, 58 anos, em agosto, em Berkeley. Segundo a rede de notícias CNN, ele estava acompanhado de duas meninas e uma mulher identificada apenas como Alyssa.

Testes de DNA comprovaram que a mulher de 29 anos era, na verdade, Jaycee, e que as crianças, de 11 e 15 anos, eram filhas de Garrido e da jovem raptada.

Ao ser interrogado, Garrido admitiu ter sequestrado Jaycee e disse ser pai das duas meninas, segundo disse a polícia à CNN. Ele e sua mulher, Nancy Garrido, 55 anos, foram detidos, com fiança fixada em US$ 1 milhão.

Phillip Garrido - que já cumpriu pena por estupro - foi acusado de sequestro, estupro, conduta libidinosa e conspiração. Nancy foi fichada como suspeita de sequestro e conspiração. Segundo a AFP, o caso foi entregue ao FBI (polícia federal americana).

Condições desumanas
Junto com suas duas filhas, Jaycee era mantida em cativeiro no quintal dos Garrido, em "condições desumanas", disse o oficial da polícia Fred Kollar. A polícia descreveu o local do cativeiro, na parte de trás de uma casa suburbana, como "selvagem", segundo a AFP.

"Elas passaram a maior parte de suas vidas em um local mínimo, encondido atrás de muros e árvores", disse Kollar, e jamais "foram à escola ou ao médico".

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início