quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Ibama expõe tronco gigante para alertar contra desmatamento

Por Globo Amazônia, em São Paulo
Edição: Meider Leister

Tora de castanheira de 15 toneladas será mostrada em Brasília.
Árvore, ameaçada de extinção, foi derrubada ilegalmente em MT.


Um grande pedaço destruído da Amazônia será exposto pelo Ibama em Brasília no início de novembro. Para chamar a atenção dos visitantes de uma mostra ambiental, o instituto levou para a capital um tronco de castanheira de 15 toneladas.

Tronco de castanheira será exibido durante a Mostra Nacional Ambiental, que será realizada entre 3 e 7 de novembro na sede do Ibama, em Brasília. (Foto: Ibama/Divulgação)

A árvore, que tinha 40 metros de comprimento e cerca de 250 anos de idade, foi cortada ilegalmente em Novo Mundo (MT). Incluída na lista oficial de plantas ameaçadas de extinção, a castanheira é uma das maiores árvores do país e tem o corte proibido. Na região Norte, seu fruto – conhecido popularmente como castanha-do-pará – serve de fonte de renda para famílias que vivem na floresta.

A ideia de chocar o público com um tronco de castanheira não é nova. Há dois anos, o Greenpeace obteve autorização do Ibama para levar do Pará uma tora apreendida e exibi-la em uma exposição. Quando chegaram para carregar a árvore, contudo, ativistas foram cercados por madeireiros e impedidos de levar a castanheira, que estava no distrito de Castelo dos Sonhos, em Altamira – um dos locais mais violentos e desmatados da Amazônia.

Por conta do incidente, o Ibama acabou cancelando a autorização, sob protestos do Greenpeace. A solução encontrada pela ONG foi buscar outra árvore – desta vez um tauari – no sul do Amazonas.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início