sábado, 5 de junho de 2010

Filhos do saudoso sanfoneiro Voninho, Maída e Marcelo é sucesso

Por Kassu
"Voninho quando criaça foi candieiro de bois do meu pai Manoel Coelho na região de Caçú em Goiás. Daí pra se transformou m um dos maiores sanfoneiros do Brasil. Pena que precossimente encerrou a carreira de tanto sucesso em 23/04/2008, vítima de dengue hemorrágica. Seus filhos Máira e Marcelo hoje despontam nas paradas de sucesso. É uma rica história que você vai ler a seguir". Água Boa - MT em 05/06/2010 às 16h52

Considerado um dos mais famosos artistas do estado de Goiás, Voninho Faleceu aos 68 anos de idade em 23 de abril de 2008 na cidade de Goiânia–GO. Encerrando uma carreira de 42 anos, com mais de cinquenta discos gravados.

Máida
Máida

Máida iniciou sua carreira aos 10 anos de idade participando em um disco de seu pai lançado pela gravadora Continental em 1985, cantando a música: "Que pedaço de moreno". Depois começou a se apresentar em shows ao lado do pai e do irmão como: "Voninho e seus Filhos ( Maidinha & Marcelinho )". Nessa época Máida e Marcelo não cantavam juntos em dueto, cada um fazia sua apresentação. Em 1990 lançou seu primeiro disco de carreira formando a dupla: "Máida e Maísa". Cantaram juntas pôr setes anos e gravaram quatro albuns. Tendo destaque o sucesso "Ainda queima a esperança". Uma gravação dos anos 70 composta por Raulzito & Mauro Motta. Com a separação da Dupla, Máida chegou a pensar em uma carreira solo mas, acabou desistindo. Algum tempo depois, foi cantora back-vocal na banda Raça Negra. Atuou nessa posição durante um ano e em seguida, abandonou o grupo e formou dupla com o irmão.

Marcelo
Marcelo

Marcelo iniciou sua carreira aos 7 anos de idade também participando em discos do seu pai. Em 1986 gravou uma música chamada: "O velocipede". Depois, deixou a carreira de cantor. E apaixonou-se pela sanfona. A irmã seguiu outros caminhos e Marcelo continuou ao lado do pai tocando em bailes em Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso sendo: "Voninho e seu filho Marcelo Dias". Aos 16 anos de idade, recebeu um convite do empresário José Homero Béttio para tocar na banda da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó. Durante 6 anos, viajou por todo Brasil tendo a oportunidade de conhecer grandes profissionais do mundo musical.
Nessa época passou a ser conhecido como Marcelo Voninho participando de programas de televisão a nível nacional, gravações de cd da dupla em destaque a música: "É disso que o velho gosta" do álbum "Clássicos sertanejos", um dos mais vendidos do país no ano de 1996. Em 2000 Marcelo deixou a banda e decide apostar novamente em sua carreira de cantor ao lado da irmã. Daí em diante passou a atuar também como músico e produtor musical na área de gravações de Cd e Dvd. E nessa tragetória, já trabalhou ao lado de grandes nomes da música brasileira como: Chico Rey & Paraná, Leonardo, Guilherme & Santiago, Eduardo Costa, Rionegro & Solimões, Zé Henrique & Gabriel, Cesar Menotti & Fabiano, Gino & Geno, João Paulo & Daniel, Zeca Pagodinho, Teodoro & Sampaio, Cezar & Paulinho, Gilberto & Gilmar, Renê & Ronaldo, Felipe & Falção, Trio Alto Astral, Matogrosso & Mathias, Di Paullo & Paulino entre outros.

Nascidos na cidade de São Paulo-SP, e criados em Goiânia-Go. Alguns anos depois, o destino os uniu novamente e hoje nessa parceria, cantam juntos há 10 anos, gravaram 4 CD’s e 1 DVD. O maior sucesso da dupla e a música "Não tem cachaça que cura" de Chico Amado & Zeca Moreira.
Em dezembro de 2007 foram convidados para participarem do DVD da Dupla Guilherme & Santiago que foi gravado em Goiânia-GO no Clube Jaó. Cantaram juntos essa mesma música, depois disso o nome da dupla passou a ser reconhecido em várias regiões do país.
Em 2009, foi lançado o 1º DVD e CD ao vivo pela gravadora Águia Music. Gravado em Ituiutaba-MG e Goiânia-Go. Contando com as participações de: CHICO REY & PARANA, MATOGROSSO & MATHIAS, OS PARADA DURA, VONINHO, TONIM BALA, MATARAZZO, MARCELA.
O Sucesso do DVD, trouxe a dupla uma agenda mais expressiva, encerrando a turnê de 2009 com mais de 90 shows realizados nos estados de Goiâis, Tocantins, Pará, Mato Grosso e Minas Gerais.
Em 2010, o grande sucesso esta sendo a canção "Conta pra mim" de: Hamiltom Silva / Alexandre Barros. Faixa do DVD & CD ao vivo.


A história de Voninho

Quem pesquisa sobre música sertaneja, já ouviu falar do sanfoneiro VONINHO.
Natural de Jataí – GO começou tocar aos 12 anos de idade animando bailes na roça, em Rio Verde – GO e demais cidades do sudoeste goiano.
Em 1963 conheceu os irmãos Orlando e Orenci, e formaram o Trio Maurico, Maurozinho e Voninho "OS FILHOS DE GOIÁS". Em 1966 gravaram o 1º compacto pela gravadora Mexicano Discos. No ano seguinte veio o 2º compacto pela Califórnia Discos, que teve uma boa aceitação no mercado resultando a gravação de mais um compacto e 5 Lps pela mesma gravadora.
Em 1970 foram contratados pela gravadora Continental, onde gravaram 7 Lps. O maior sucesso foi em 1973 com a música "Amor Distante", que na época atingiu em vendas mais de 100 mil cópias, recebendo o 1º disco de ouro.
Em 1975 Voninho deixou o Trio, formando parceria com a dupla "Carlito & Baduy", ficaram conhecidos como "Os reis do batidão",CARLITO, BADUY & VONINHO. Em 1976 gravaram o 1º disco também pela Continental. O grande sucesso foi a música "Mulher Sempre Mulher", que resultou 1 disco de ouro ao Trio. Em seguida gravaram mais 5 Lps pela mesma gravadora. Eram muito solicitados para shows pelo interior do pais. Se apresentavam em circos e alem da parte musical, levavam uma peca teatral no estilo Bang Bang chamada "Os três homens maus". De 1979 à 1983 trabalhou ao lado das cantoras goianas Ana Lúcia e Luciana sendo as "IRMÃS FREITAS & VONINHO". Nesse período gravaram 4 Lps pela Continental e receberam 2 discos de ouro. O maior sucesso foi a música "Me Leva". Em 1982 eram um dos artistas de maior expressão da musica sertaneja realizando uma turnê com mais de 180 shows.
Com a separação do trio, decidiu apostar novamente no talento de vozes femininas. Em 1984 formou uma nova parceria com a dupla Leidiane & Kátia Mara sendo as "IRMÃS RODRIGUES & VONINHO". Gravaram 2 Lps pela Continental, tendo destaque a música "Voltei pra ficar".
Em 1988 formou o seu 5º trio com a dupla Aurélio & Arthur "OS FEDERAIS & VONINHO". Gravaram 2 Lps, tendo destaque a música "Distante de quem amo".
Durante esse período de tantas formações de grupos, também tinha sua carreira como solista e gravou 21 discos ( Instrumental ). Seu maior sucesso foi a musica DOIS PRÁ LÁ, DOIS PRÁ CÁ do disco intitulado "Rei da Sanfona" lançado em 1980 pela gravadora Danúbio.
Foi o 1º sanfoneiro a ganhar disco de ouro no Brasil em 1981 com álbum SANFONA LASCADA.
Participou de programas em rádios de grande expressão daquela época como : EDGARD DE SOUZA na Radio Nacional de São Paulo, Linha Sertaneja Classe A nas Rádios Record e Capital de São Paulo que era apresentado por "Jose Russo" e pelo maior fen�meno do radio brasileiro ZE BETTIO.
Após muitos anos de luta, alegrias e tristezas, partiu para uma carreira solo vivendo uma outra fase de sua vida, Fazendo bailes nas regiões centro-oste e sudeste do pais, não com o mesmo glamur de antes mas sim com a mesma dignidade, responsabilidade e otimismo de sempre, sobrevivendo do nome que havia construído no passado. Foi quando começou a investir na carreira de seus filhos MAIDA & MARCELO. Algum tempo depois, ambos trilharam caminhos diferentes, mas sempre com o mesmo objetivo: conseguir estabelecer um espaço no cenário artístico. Isso acabou acontecendo e pra alegria de Voninho e sua esposa TERESINA, os dois irmãos mais tarde formaram uma dupla.
Em 1997 mudou-se para Uberlândia – MG a onde recebeu o convite dos cantores "Creone & Barrerito" (ex-componentes do Trio Parada Dura) pra formarem o TRIO ALTO ASTRAL Creone, Barrerito & Voninho. Com essa formação foram contratados pela gravadora RGE.
Em 1998 lançaram seu 1º CD e em seguida houve a grande perda do cantor "Barrerito". Com isto o trio veio a se desfazer.
Voninho seguiu sua carreira solo novamente tendo em sua banda músicos e vocalistas. E alguns deles eram Divininho e Zildomar. Com alguns shows, foi admirando cada vez mais o talento dos dois e os chamou para uma parceria mais forte.
Em 1999 nasceu a nova formação do Trio Alto Astral Rio Preto, Ribeirão & Voninho que perdurou por 9 anos. Gravaram 6 CD`s e 1 DVD tendo como maior sucesso a música "Saudade-Pica-Pau".
O trio se desfez com a morte de Voninho no dia 23 de Abril de 2008 na cidade de Goiânia – GO vitima de dengue hemorrágica.
Aos 68 anos de idade, encerrou uma carreira profissional de 42 anos com mais de 50 discos gravados. Hoje, Voninho existe na memória e no coração de todos aqueles que contribuíram direta ou indiretamente para a sua brilhante passagem nesse mundo.


1 Comentário:

Anônimo disse...

gostaria de achar a musica fogo na caixa dágua do voniniho

Copyright© 2008-2014 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início