quarta-feira, 21 de julho de 2010

Polícia prende caçadores de onça no MT

Criminosos abatiam onças pintadas, transformavam em tapetes ou empalhavam
Do Portal MS Record


A Polícia Federal prendeu quatro argentinos, um paraguaio e três brasileiros, um deles da policial militar de Mato Grosso, nesta terça-feira (20) no estado Mato Grosso, durante uma operação denominada Jaguar, em conjunto com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

A ação policial tinha o objetivo de combater a caça e o abate clandestino de animais de grande porte, como onças pintadas, pardas e pretas, no Pantanal e em outras regiões do país. Os suspeitos estavam armados no momento da prisão.

As investigações começaram em 2009 pela PF de Corumbá, extremo oeste de Mato Grosso do Sul, no Pantanal. Segundo a polícia, durante as investigações um homem foi identificado como um famoso caçador de onça do Brasil. A quadrilha transportava cães de caça em caminhonetes. Os policiais afirmaram que o caçador de onças e seu filho tentaram encobrir a atividade clandestina dizendo que faziam parte de um programa desenvolvido pelo Ibama.

Após fotografar os abates, os caçadores destruíam as carcaças. Os clientes pagavam um valor diferente para a pele, cabeça ou a todo o animal, que era empalhado em Curitiba.

A Polícia Federal acredita que o grupo participar ainda de safáris na África e traz peles e partes de animais caçados naquele continente, inclusive marfim. Os suspeitos serão indiciados por perseguir, caçar e matar animais da fauna silvestre sem permissão, por porte ilegal de arma de fogo e por formação de quadrilha.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início