domingo, 30 de janeiro de 2011

De reverso

 POR: *EDUARDO GOMES / Diário de Cuiabá

Mato Grosso é caixa de segredos para muitos de seus habitantes. Sua continentalidade impede que moradores em Vila Rica tenham conhecimento sobre a base econômica de Colniza; que o cuiabano saiba como é o distrito de São José do Couto, em Campinápolis; que a colônia alemã de Porto dos Gaúchos entenda o ritmo de vida dos baianos em Poxoréu.

Nas minhas andanças por Mato Grosso passei a conhecer parte de sua riqueza, de sua potencialidade, de seus problemas. Isso me levou a planejar a publicação anual de uma coletânea que misture consistente e atualizado banco de dados com reportagens que reproduzam com fidelidade o cenário de fato e a visão do mesmo pelas figuras do povo, que bem pouco são focalizadas nas matérias sobre suposta realidadae mato-grossense, onde o foco das atenções são dos donos do poder.

Retratar Mato Grosso com seu céu e inferno, com anjos e demônios, com sua concentração de riqueza e seus bolsões de miséria, com a turbulência que bota em lados opostos produtores rurais e ambientalistas, com números frios da economia e depoimentos carregados com calor humano. Com esse objetivo, desde meados de outubro percorro vilas e cidades ouvindo a voz das ruas, atualizando dados e situações econômicas, sociais e políticas. O resultado deste trabalho será apresentado no final de março com a publicação de uma revista cujo nome, por questão de marketing, ainda não pode ser revelado.

A publicação levará as impressões digitais de profissionais de primeira linha em suas áreas de atuação. A qualidade gráfica será reforçada por fotos, infográficos, arte e diagramação de excelente qualidade. Com 100 páginas incluindo a capa, o projeto gráfico poderá ser engrossado com múltiplos de quatro páginas em caso de aumento de anúncios, que em nenhuma hipótese serão aceitos em troca de matérias casadas, situação essa corriqueira em Mato Grosso.

Ao fazer tal comentário, pode ser que alguém ache que abuso da generosidade do diretor do Diário, Gustavo Oliveira, que me cede este espaço nobre na edição dominical, mas não vejo o conteúdo deste artigo por este ângulo. Entendo que jornal é a melhor trincheira em defesa do jornalismo, o que faz deste espaço grande oportunidade para que possa anunciar ao leitor a publicação que está próxima do prelo.

No blog www.mtaqui.com.br mantenho permanente informações sobre a publicação. Espero que nossa antiga e saudável relação de jornalista e leitor continue no Diário e que se repita na revista que será prato cheio para se conhecer mais o verso e o reverso de Mato Grosso.


* EDUARDO GOMES é jornalista

eduardo@diariodecuiaba.com.br 

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início