terça-feira, 29 de março de 2011

Empreendimento no oeste da Bahia deve ter o maior confinamento bovino do Nordeste

Projeto vai assegurar carne de alta qualidade

AGÊNCIA SAFRAS

A região oeste da Bahia, que mais cresce no Brasil, deve ter o maior confinamento de bovinos do Nordeste, abastecendo o mercado com carne saudável e de qualidade. Em uma área de 200 hectares, a empresa Captar está construindo, no município de Luis Eduardo Magalhães (BA), um complexo composto por uma fábrica de adubo orgânico, fábrica de ração e o confinamento inicial para 12,5 mil bois, número que no final deste ano deverá chegar a 25 mil, 50 mil em 2012 e 70 mil em 2013. O empreendimento vai gerar inicialmente cem empregos diretos.
De acordo com o secretário da Agricultura da Bahia, o engenheiro agrônomo Eduardo Salles, que neste fim de semana visitou a área onde a Captar está construindo o complexo, em companhia do empresário Almir Moraes, e do superintendente de Política do Agronegócio da Seagri, (SPA), Jairo Vaz, o projeto, além de assegurar carne bovina de alta qualidade, vai utilizar subprodutos da agroindústria de milho e soja, além da casca de algodão para a produção de ração.
  
De acordo com Almir Moraes, o município de Luis Eduardo Magalhães é estratégico para o empreendimento.

– Os frigoríficos demandam bois, e os animais precisam de grãos para a ração, e o oeste é grande produtor de grãos.
  
As obras estão avançadas e o complexo será inaugurado ainda este ano. Dois imensos silos com capacidade para armazenar 75 mil sacas de grãos já estão prontos, e três outros, com capacidade para 210 mil sacas, serão construídos. Sete casas e o refeitório dos trabalhadores estão também em fase de construção.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início