terça-feira, 12 de abril de 2011

Escrevo na esperança de que a Prefeitura de Goiânia ou qualquer Órgão Público ou Privado possa nos ajudar

 Enviado por Katianni Alves de Souzade Goiânia (GO)

Por Kassu - peço que leia com atenção!


Sei que a vida é cheia de altos e baixos, e que nem sempre vivemos momentos bons. Infelizmente a vida nos colocou em uma situação muito dramática. Somos de uma família humilde (na questão financeira), mas não nos faltava saúde e nem força de vontade para trabalhar e lutar pela realização de nossos sonhos.

Infelizmente no ano de 2009, descobrimos que nossa mãe estava com câncer, era um tumor (liposarcoma) de mais de 10 cm. Ela teve que passar por uma cirurgia que a deixou com uma deficiência na perna esquerda, pois fora retirado 80% do músculo da coxa. Foi um ano de muito sofrimento, pois tivemos que gastar tudo o que tínhamos para cuidar dela.

Somos três irmãs: Karinni(a mais velha, casada e mãe de três garotos lindos), eu, Katianni (também casada e mãe de dois garotos lindos) e nossa amada irmã caçula, a Karolline (Karol para os íntimus, também mãe de uma linda menina ). Nessa época a Karol abandonou o trabalho (Tron Informática) e a faculdade, ela cursava o 4º período do curso de Ciências Contábeis, ela abriu mão de todos os seus sonhos para cuidar de nossa mãe.

O tempo passou duro demais para todas nós, vivenciando cada minuto de agonia de nossa mãe, mas no inicio do mês de outubro de 2010, recebemos primeiramente uma ótima notícia, os exames de minha mãe não apresentava mais a presença de nenhum tecido cancerígeno, o que foi motivo de muita alegria para todas nós, para completar, a Karol conseguiu um novo emprego, estava negociando a dívida dela com a faculdade para que ela finalmente retomasse suas atividades em busca de seus sonhos. Achávamos que tínhamos passado pela pior situação de nossas vidas, mas o destino nos reservou algo muito pior, no dia 18 de outubro de 2010, descobrimos que nossa amada irmãzinha estava com um tumor na medula.

Ficamos muito preocupados, mas tínhamos fé de que com a cirurgia todo o tumor fosse retirado, mas o pior aconteceu; após a cirurgia  descobrimos que o tumor que estava na medula dela era um ASTROCITOMA GRAU IV (GLIOBLASTOMA), um tumor incurável e muito agressivo. Ela ficou com tetraparesia flácida evolutiva, ou seja, uma menina de 21 anos com tantos sonhos perdeu o que tinha de mais valioso, a sua saúde. Ela perdeu todos os seus movimentos e ainda mais perdeu o direito de cuidar de nossa mãe, que requer uma atenção especial, devido a sua deficiência. Os papeis se inverteram, e minha mãe parou o seu tratamento para cuidar de nossa irmã.

O mais triste, o mais desumano de tudo isso, foi ouvir dos médicos que o tumor não tem cura e que ela teria uma SOBREVIDA máxima de seis meses a um ano de vida. Mas nós não desistimos de lutar por ela, pois acreditamos que milagres vindos de Deus acontecem todos os dias. Descobrimos, então, que existia um medicamento (TEMODAL 250mg) que seria eficiente para barrar o crescimento do tumor, o que por um momento foi uma esperança na qual nos agarramos, mas também foi um momento de extremo desespero, pois o medicamento custa em torno de R& 17.000,00 (dezessete mil reais), por mês, e ela deveria fazer uso desta medicação durante todo o tempo que ela permanecesse viva.

Um tratamento de auto custo, que não tínhamos de forma alguma condições de bancar. Recorremos a diversos órgãos em busca de socorro, e vários médicos e hospital e departamentos nos negaram esta medicação (quem se interessar, eu mostro a cópia de todas as respostas negativas). Chegamos a ouvir de um médico que não valia a pena gastar tanto dinheiro e leito de internação com uma paciente em estágio terminal.
Se já não bastasse todo nosso sofrimento não tínhamos nenhum socorro. Foi quando conseguimos uma vaga no Hospital do Câncer de Barretos, mas não tínhamos dinheiro suficiente para transferir a Karol. Foi quando recorremos a TV SERRA DOURADA, afiliada do SBT no estado de Goiás. A partir deste dia começamos a receber ajuda de várias pessoas, mas mesmo assim ainda não está sendo suficiente.

Estou relatando em poucas palavras o sofrimento pelo qual estamos passando para pedir ajuda a qualquer um que possa contribuir na realização de um grande sonho de minha querida Karol. Ela sonhava todos os dias na reforma que ela gostaria de fazer na casa em que elas moram.Gostaria que todos que receberem este email, mesmo que não possa ajudar, passasse ele a diante, para que juntos possamos realizar o que pode ser o último sonho de minha irmã.

Segue em anexo fotos que mostram o quanto é precária a situação da casa onde elas morram e uma lista de materiais que ainda faltam para concluir a obra de adaptação da casa.

Gostaria de agradecer a todos que lerem este desabafo e peço que não demorem a nos dar uma resposta , porque tempo é tudo o que nós não temos.......

Obrigado por tudo

Katianni Alves de Souza
Fone para contato: (62) 9176-2558   Claro
Fone para contato: (62) 8234-7623   TIM

Caso desejem fazer uma doação em dinheiro, pode depositar na seguinte conta:

Banco Itaú
Agência: 0147
Conta Corrente: 38467-1

A casa da minha mãe fica no Setor Urias Magalhães, Rua tupi Qd. 32  Lt. 07, mas fale com nossa vizinha, dona Verônica que mora ao lado, no lote 09.


Reilly
Quero agradecer de todo coração a iniciativa de encaminhar o email, mas confesso que ja me decepcionei com os orgãos aos quais encaminhei este email, pois nunca tive uma resposta. Mas a sua atitude sim me motiva a acreditar que ainda existem pessoas boas neste mundo que se preocupão com o próximo.
Quero avisar que nossa querida Karol retorna de Barretos, hoje dia 12 de abril de 2011, por volta das 20:00. Ela desembarca no aeroporto de Goiânia. Se poder passar esta informação para os demais colegas de trabalho, eu agradeço.
QUE DEUS DERRAME CHAUVA DE BENÇAOS NA VIDA DE TODOS QUE NOS TEM APOIADO
ABRS
Katianni

1 Comentário:

Claudia Trindade disse...

Oi, Katianni. Espero poder ajudar no tratamento. Sou estagiária na Prefeitura Municipal de Ipatinga/MG, na secretaria de saúde, e temos 03 caixas de Temodal 250MG para doação. Se interessar, favor ligar para 31-3829-8224, e falar comigo (Claudia), no horário de 12-18h. Mas a doação é urgente, pois a validade do medicamento é só para este mês de julho. Trata-se de uma medicação para doar a um paciente que não precisa mais, e o remédio está parado aqui no nosso setor. Que Deus dê força a vocês. Espero ter ajudado.

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início