terça-feira, 19 de abril de 2011

Lucas do Rio Verde: Aviões de pulverização de agrotóxicos continuam contrariando a lei sobrevoando o perímetro urbano e rios da cidade.


Na manhã desse sábado(16) a equipe de redação do site tôsabendo.com flagrou um avião de pulverização de agrotóxicos sobrevoando no perímetro urbano da cidade de Lucas do Rio Verde.
A cidade recentemente foi destaque na mídia nacional e internacional sobre os excessos no uso de agrotóxicos, o qual através de pesquisas foram constada presença de resíduos de agrotóxicos no leite materno.
Em 2006, um avião agrícola sobrevoou Lucas do Rio Verde com os bicos do pulverizador abertos e toda a carga química foi espalhada por áreas comerciais e residenciais da região causando grandes prejuízos a pequenos chacareiros ao redor da cidade.
Em 2006
Uma ação conjunta entre produtores e proprietários de aviões agrícolas, Secretaria Municipal de Agricultura e Ministério Público vai normatizar o serviço de pulverização aérea em lavouras de Lucas do Rio Verde. Uma lei municipal foi promulgada em dezembro e já está em vigor. Conforme a promotora Taiana Castrillon Dionello, entre as novas determinações está o cadastramento das aeronaves, as distâncias das margens de rios e área urbana, a presença de um técnico, com registro profissional, para acompanhar os trabalhos, dentre outros pontos.

“O objetivo não é prejudicar os produtores, já que os municípios da região dependem do agronegócio, mas fazer com que este esteja em eqüilibrio com o meio ambiente”, destacou a promotora. Pela nova lei, o município passará a fiscalizar a atuação desses aviões, juntamente com o Ministério Público. Caso sejam constatadas irregularidades, os donos das aeronaves e pilotos serão punidos. As sanções podem ser administrativas, criminais ou civis.

Dionello lembra que a medida foi tomada após a pulverização de agrotóxico que atingiu a área urbana de Lucas do Rio Verde, causando sérios danos em chácaras, no ano passado, mas o avião que praticou o crime não foi identificado. “Com o cadastro poderemos ter controle da aeronave que faz a pulverização”, complementou.

A lei está sendo divulgada em reuniões e os proprietários notificados para fazerem o cadastramento. Ela deve atingir muitos produtores, já que a agricultura é a base da economia de Lucas do Rio Verde, que planta cerca de 220 mil hectares de soja. A iniciativa também deve ser implantada em Sorriso, que também se destaca sendo o maior produtor de soja do país.
Em 2007
Continuou aviões sobrevoando a cidade, mas ninguém flagrou.
Em 2008
Continuou aviões sobrevoando a cidade, mas ninguém flagrou.

Em 2009
Continuou aviões sobrevoando a cidade, mas ninguém flagrou.
Em 2010
Continuou aviões sobrevoando a cidade, mas ninguém flagrou.
Em 2011
E Agora?
Flagramos.
Se essa aeronave que flagramos possuía agrotóxicos em seus tanques de armazenagem não podemos saber. Mas se as mesmas estão proibidas de sobrevoar a cidade, a lei tem que ser cumprida.
Na época o ocorrido foi chamada de “deriva”, esperamos que a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde e o Ministério Público começe a tomar as devidas providencias, e que as punições aplicadas sirva de exemplo para os demais que ainda continuam fazendo o mesmo.
Estamos de Olho! E a população quer uma resposta.
Fonte: Tôsabendo.com / www.tosabendo.com

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início