quarta-feira, 4 de maio de 2011

Fim da clandestinidade do Eldorado do Juma.

De Apuí (AM), Vanderlei Alves/apuionline.com.br
 
Apuí (AM) - Quatro anos depois da descoberta do maior garimpo de ouro do Amazonas, Eldorado do Juma sai da clandestinidade e se torna Projeto de Extração Mineral do Juma.

Palco de batalhas judiciais e campais entre supostos donos e cooperados, o garimpo Eldorado do Juma, finalmente recebeu o titulo de primeiro garimpo em terra firme legalizado no Amazonas no último domingo.

Autoridades do nível Federal, Estadual e Municipal de Apuí e Novo Aripuanã estiveram no garimpo para prestigiar a liberação do projeto aos mineradores e também do lançamento do Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD).

O prefeito de Novo Aripuanã Aminadab Meira disse que esta feliz com a legalização do garimpo e mais feliz com a COOPERJUMA por apresentar o PRAD “somente assim teremos convicção de que aqui a responsabilidade ambiental estará segura mesmo com a exploração mineral”.

O prefeito de Apuí Marquinhos da Macil (PSB) disponibilizou o material para a construção da igreja no projeto “temos que parabenizar os trabalhadores do Eldorado do Juma pela riqueza proporcionada a todos nós e o material para a construção da igreja será doação pessoal minha para a comunidade” finalizou o prefeito.

Para o secretário de mineração do estado Daniel Nava a clandestinidade ficou no passado e agora os mineradores poderão mostrar que tem condições de produzir para o estado do Amazonas sustentavelmente. “Hoje este projeto transforma uma atividade que era ilegal em uma produção com características ambientais dentro da legalidade” disse o secretario Nava.

O garimpo do Juma é o primeiro em terra firme a ser legalizado dentro do Amazonas e muito orgulho trás ao governador Omar Aziz (PSD), segundo palavras do secretario de mineração do estado Daniel Nava “com a LO do IPAAM, a PLG do DNPM e claro gerando receita, renda e desenvolvimento para o interior do estado”.

“Esta é uma determinação do governador Omar Aziz “que pudéssemos levar para o interior a oportunidade de geração de emprego e renda, esta atividade aqui do Projeto Eldorado do Juma é exploração legal dentro do município de Novo Aripuanã finalizou o secretario de mineração do estado do Amazonas Daniel Nava.

Acredita-se que o garimpo Eldorado do Juma tenha produzido, segundo os próprios garimpeiros, cerca de uma tonelada e meia de ouro nos últimos quatro anos. “O ouro do Juma existiu de uma forma bem fácil e no futuro devido às dificuldades em extraí-lo é bem possível que tenhamos a participação de empresas na exploração, tudo depende dos cooperados da COOPERJUMA” disse o geólogo Fred Cruz.

Para o Superintendente do CPRM, Dr. Marco Antonio, a riqueza do Projeto Eldorado do Juma deve ser explorada com muito cuidado e o Serviço Geológico do Brasil quer compartilhar esta descoberta para tanto esta disponibilizando recursos de R$ 350.000,00 (trezentos e cinqüenta mil reais) para o trabalho de areogefísica, geofísica terrestre e coleta de amostras.

“Para que possamos entender melhor qual é a gêneses desta jazida de ouro e desta forma poder mensurar qual a quantidade de ouro que ainda existe aqui” falou Marco Antonio. As pesquisas começam em agosto e terão um prazo de nove meses para ser concluídas.

Para a Presidenta da COOOPERJUMA, Adeilda Damascena, responsável por este projeto ser concretizado, disse que agora não corre mais o risco de ser despejada como acontecia no passado. “Antes não podia aparecer uma frota de carros do outro lado do rio que começava o desespero, por todos que vinham aqui se diziam donos disto tudo. Agora isso aqui é nosso e ninguém toma” finalizou a Presidenta da COOOPERJUMA.

1 Comentário:

Anônimo disse...

legal mas enquanto alguns luta pra trabalhar o senhor caverna luta pra vender o garimpo brincadeira a presidente correu atras para a liberaçao agora vem um safado querendo vender

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início