segunda-feira, 30 de maio de 2011

Veja no Programa Viver Aventuras com Genito Santos o 4º Rally do Varjão

 Reportagem BBNews

Para quem ama uma boa aventura o varjão do Norte Araguaia (em Porto Alegre do Norte) se transformou no palco do maior evento de jipeiros do Centro-Oeste brasileiro, não ainda reconhecido pela mídia, porém é o mais pesado rally que já foi visto, não chegando nem perto de outros eventos realizados nesta no Centro-oeste, podendo assim considerar o Rally do Varjão como o mais pesado do Brasil.

São apenas 130 km, porém quando você entra de manhã na aventura e só chega a noite, é neste momento que se percebe o quanto é duro fazer o trajeto de 85% só de água, em profundidades que variam de 20 centímetros até 1,5 metros, locais que seriam impossíveis atravessar de carro, os jipes parecerem se transformarem em peixes, se tornam anfíbios e passam como se estivessem em solo firme.

Uma peculiaridade notada no Rally do Varjão chama-se “união”, os jipeiros que conhecem o terreno mais conhecido como o solo sorvete, pois tem locais que a areia e argila ficam tão finas que simplesmente é impossível atravessar sem atolar, porém quando um jipe atola, aparecem mais três para ajudar a tirar o companheiro do barro e continuar a viagem.
Atolar é simplesmente uma das regras do Rally do Varjão, os jipeiros passam pelo barro a espera que atolem, pois só assim a emoção fica completa. E não é só jipe que enfrenta a tortura do varjão, motoqueiros loucos por aventuras simplesmente enfiam suas motocicletas na água, na lama e no barro, a procura de uma boa aventura.

O motociclista de Rio Verde no Goiás, Klayton Fernandes participou pela primeira vez do Rally do Varjão e classificou como um dos melhores que já participou, “comparo sensação do Rally do Varjão com a sensação que tive no deserto do Atacama (Chile) quando peguei sol, chuva e neve no decorrer de 3 horas”, disse ele.

No Varjão com olhos atentos observamos tudo, água, vegetação predominante da várzea, flores, insetos e muito barro, um contraste muito interessante, aonde você encontra além da grande quantidade de argila, areia e água, um verde sem igual, flores belíssimas, e uma vegetação bastante interessante, que agüentam meio ano de água e meio ano de seca, pois o local onde passamos, quando parar de chover simplesmente se transformará em um deserto de areia. O interessante é que o sol escaldante não muda mesmo com uma com água, sendo desértico ou molhado o sol é muito quente, para isso os jipeiros ingerem muita água.

As pessoas convivem com o varjão assim como os pantaneiros com os pântanos, criam seus animais, sobrevivem do solo e vivem da pesca. Falando em pescado, algo muito interessante descobriu neste contraste, muitos peixes deixam a bacia do Araguaia para invadir o varjão, em locais de apenas 20 centímetros de água encontramos peixes de até 30 centímetros de comprimento, em locais mais fundos encontramos peixes grandes como pintados, tucunaré, piau e outros.

O Rally do Varjão não é só uma aventura, é conscientização de que devemos preservar o verde, preservar a natureza, pois só teremos essa exuberante aventura para curtir com nossos netos e bisnetos. Esse é o Rally mais pesado do Brasil, aonde só os fortes e corajosos participam!








Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início