domingo, 18 de março de 2012

Amarelo e Azul - A beleza das flôres do Ipê Amarelo

André Monteiro / www.fotomemoria.com.br

Ipê amarelo do cerrado - Goiânia, GO - Agosto/08
Nem tudo que é torto é errado. Vide as pernas do Garrincha e as árvores do Cerrado (Nikilaus Behr).
Fiz essas fotos em agosto de 2008, época de seca em Goiás, quando a vegetação fica esmaecida e perde o viço do período das chuvas. Mas o azul do céu e o amarelo do Ipê se mostram magníficos, como que para compensar a secura do ar e o calor abafado.

Nada compensa mais o sacrifício do fotógrafo caminhante, que deixa o carro na beira da estrada e se envereda pelos campos, pastos e cruza cercas para chegar perto daquela mancha amarela que se destaca no horizonte, do que ver no resultado de seu trabalho a beleza do cerrado fielmente estampada.

Penso que essas fotografias são o exemplo típico da "imagem que vale mais do que mil palavras". Porque o que retratam é a bela simplicidade da savana brasileira. E espero que valham como poemas que não sei escrever.


Detalhe de Ipê amarelo do cerrado - Goiânia, GO - Agosto/08
Eu sou a terra, eu sou a vida.
Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.

Cora Coralina, parte de O Cântico da Terra

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início