sábado, 2 de novembro de 2013

Receita Federal vai leiloar jatinho usado pelo Apóstolo Valdemiro Santiago, apreendido em operação contra sonegação fiscal

Fonte: Gospel Mais


A Receita Federal anunciou recentemente o leilão de um jatinho particular que era usado pelo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. Com valor estimado em R$ 22,5 milhões, a aeronave foi apreendida durante a “Operação Pouso Forçado”, feita em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, em 2012.

Segundo o Estadão e outras fontes, o jatinho é um Falcon 900, prefixo N900CZ, fabricado em 1987, e está registrado em nome da Wilmington Trust Company, mas era arrendado pela Global Jet Leasing Inc. Porém, de acordo com a investigação, era usado pelo líder religioso em um suposto esquema de compra de aeronaves de luxo no exterior sem pagamento de impostos no Brasil.

De acordo com a Receita, que apreendeu 9 aeronaves na operação, os jatos foram comprados de maneira irregular no exterior e trazidos para o Brasil sem pagamento de impostos. Segundo o Estadão, as compras eram feitas através empresas de fachada no exterior, que recebiam remessas de dinheiro para a compra de aeronaves, por meio de um banco americano, com registro do avião nos EUA. As investigações tinham como alvo 22 aeronaves. O valor estimado de 12 delas era de R$ 560 milhões, com um montante sonegado que atinge R$ 192 milhões.

O procurador Maurício Fabretti, explica que o esquema usava um decreto-lei que permite que aeronaves pertencentes a empresas ou pessoas estrangeiras passem até 60 dias no Brasil sem o recolhimento de taxas. Então, quando o prazo de admissão temporária estava perto do fim, os jatinhos deixavam o país e retornavam, para renovar o termo e continuarem sendo utilizados por seu “donos” no país.

Além do avião usado por Santiago, a Receita está leiloando também um Challenger 300, prefixo N290CL, ano 2010. Registrado em nome da Wells Fargo, o jato pertenceria ao empresário campineiro Cláudio Dahruj Filho, dono de uma rede de concessionárias de veículos, em Campinas, interior de São Paulo. Seu valor estimado foi de R$ 35 milhões.

A lista de investigados na operação tem também os empresários Leo Kryss, fundador do grupo financeiro Tendência, Fábio Roberto Chimenti Auriemo, da JHSF Participações S/A, Antonio Carlos de Freitas Valle, fundador do Banco Garantia, José Roberto Colnaghi, do grupo Asperbras, José Luiz Cutrale Júnior, da Cutrale, José Serpieri Júnior, da Qualicorp, e Marcelo Kalim, sócio do BTG Pactual.
Jato Falcon 900, mesmo modelo usado por Valdemiro Santiago segundo a investigação.
Jato Falcon 900, mesmo modelo usado por Valdemiro Santiago segundo a investigação.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início