quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Agrofloresta no P. A. Jaraguá em Água Boa

Por Kassu - 22/10/2009 às 13h08


Luiz Gervásio Pereira

Muitos pequenos produtores do projeto de Assentamento Jaraguá no município de Água Boa aderiram ao sistema agroecológico para ao mesmo tempo buscar sustentabilidade e recuperação de áreas já abertas e degradadas. O P. A. Jaraguá nasceu de uma propriedade já utilizada em plantio de arroz e soja por muitos anos. Á área foi adquirida pelo INCRA com trâmites legais e através do Sindicato dos Trabalhadores Rurais foram assentadas 400 famílias. Não houve movimentação de invasão ou outras modalidades correlatas de pressionamento. Tudo foram pacificamente entre o próprio Sindicato, INCRA e a empresa vendeu a área. O começo da movimentação foi 1996 quando o presidente Laércio Mariano da Cruz começou o levantamento da demanda e em 1998 os lotes foram entregues.

Muitos dos assentados preocuparam em plantar árvores e optaram pela modalidade agroflorestal, ou seja, aonde vai à rama da mandioca, o pé de melancia ou abóbora poderá colocar uma muda ou semente de árvore e muitos plantaram o pequi.

Agora que estamos precisamente em 22/10/2009 resolver publicar uma coletânea que fizemos em uma maratona de visitas que se iniciou no mês de agosto. O documentário de produção amadora com depoimentos em vídeos e muitas fotos poderão ser vistos em vários vídeos. É um verdadeiro presente que estamos proporcionando aí em seu monitor.

Isso é só o começo de muitas outras séries de reportagens que vamos proporcionar aos nossos leitores. Queremos mostrar mesmo de maneira rudimentar as iniciativas econômicas, ambientais e culturais de um povo que mesmo sendo uma mistura de raças preserva sem serem hostilizadas suas tradições. E o Site Água Boa News quer compartilhar com essas ações, e é claro divulgar.

No 1º vídeo abaixo você vai ver uma matéria que realizamos na segunda-feira (19/10) na propriedade do Sr. Luiz Gervásio Pereira. Luiz é um exemplo de perseverança e objetividade. Cheguei à propriedade apos ao meio dia o calor era insuportável. Realizamos uma pequena amostra daquilo que está sendo feito com plantio de pequi.
O nosso equipamento acabou a bateria assim ficou um documento sem finalização mais iremos voltar lá para mostrar tudo que esse pequeno produtor está fazendo para ter sustentabilidade e fazer a sua parte com as questões ambientais.




Segundo Luiz já estão carregados com frutos em torno de 30 pés de pequí em um total de 600 com 6 anos, tem mais 500 de 2 anos junto com guarirobas e 1.385 plantado no início de 2009 consorciado com capim Braquiarão. Ainda tem planos para essa temporada de chuvas para plantar 1 hectare de Baru consorciado com 5.000 pés de abacaxi que serão usados para tirar mudas para plantar mais a cada ano. As perguntas relacionadas ao vídeo ele responde que os pés pequenos foram replantados. Que um pé de Buriti no começo do vídeo também foi plantado como as demais árvores mostradas. E a árvore do quintal que íamos mostrar e a filmagem acabaram é realmente uma Copaíba (Pau de óleo). “Eu pretendo plantar todo lote em árvores e estou te convidando para voltar para filmar, pois vamos mostrar tudo o que estamos fazendo para o futuro ter muita fartura e fauna e aflora vão agradecer”. Disse ao Site Água Boa News.



Mini-vídeo
Mandioca criadora de Pequi
Fonte: Agrofloresta.net

Esse mini-vídeo me foi mandado pelo Osvaldo Souza, técnico agroflorestal do ISA. Ele gravou a agricultura Luzia Batista colhendo uma mandioca que foi plantando junto com uma semente do Pequi. A mandioca ajudou a criar o pé de pequi que está crescendo lindo ao lado.

Essa é uma técnica de agroflorestação muito divulgada pelo Ernst e consiste em plantar a maniva de mandioca orientada de modo que as raizes cresçam na direção contrária das árvores plantadas de semente no mesmo berço.






















Ver aqui Projeto Y Ikatu Xingu no Projeto Jaraguá em Água Boa

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início