quinta-feira, 1 de abril de 2010

Água Boa: assentados do Jaraguá estão animados com produção de leite

Por Kassu direto do P. A. Jaraguá em 29/03 publicado em 02/04 às 08h10


O início da área do Projeto de Assentamento Jaraguá dista a apenas 35 e o final a 80 km de Água Boa foi implantado no ano de 1998 com 418 famílias de lá pra cá todo tipo de produção já foi testado para a sobrevivência em cima dos lotes.


Certa vez ainda na implantação do projeto meu irmão Cleide Enaldo da Silva (Pimenta) que reside em Jataí (GO) e tem propriedades de produção de leite no norte do estado – um especialista em produção rural - em visita ao assentamento disse que o pequeno produtor em áreas equivalentes a 10 alqueires (48 hectares) só sobrevivem ou com produção de bananas (no caso teria que a terra ser de cultura) ou produção de leite. Pimenta começou na área de produção de leite a mais de 30 anos na região de Trombas em Goiás onde adquiriu uma média propriedade “comecei entregando 20 litros já chegaram a mais de 2.000 ao dia” com os recursos formou os 03 filhos, outras propriedades foram adquiridas e em Jataí onde reside possui uma granja de frangos.

Voltando ao Jaraguá muitas famílias venderam o direito por falta de renda, de tudo foi testado plantação de mamonas, pimenta, mandioca e na maioria permaneceu o gado de corte - hoje tem aproximadamente 12.000 cabeças - e permanece o plantio de arroz e soja. Outros optaram por diversificação com culturas perenes como Seringa e Pequi. No momento está em fase de implantação a velha e tradicional Bacia leiteira.

Segundo Neuza Maria de Moura que abrigou em sua residência um Posto de recepção de leite nos produtores está animada “já estão saindo um caminhão de leite a cada dois dias de 04 postos de recepção ao longo do assentamento, tem produtor que começou entregando 20 litros e hoje já recebe 2.500,00 por mês”. Só no posto onde Neuza é responsável já são 23 assentados que estão entregando com um giro financeiro é de mais de 15.000 reais por mês. Segundo informações ainda precisa de mais 02 postos que serão entregues pela prefeitura com a secretaria de desenvolvimento rural do estado. Os produtores tendo os tanques próximos dos lotes assim evitam pagar fretes.

Na manhã de segunda (29) durante a nossa visita ao local começam a chegar carroceiros, motoqueiros de todo lado. Segundo o produtor Dorly Lima dos Santos o momento é de expectativa o pessoal está organizando o gado e a tendência é em breve o assentamento ser a maior bacia leiteria da região.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início