quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pesquisadores do Pará descobrem 3 novas espécies de peixes na Amazônia

Por Lucas F.
Edição: Meider Leister


Animais foram coletados até 2009 e divulgados nesta semana.
Espécies ainda aguardam publicação em revistas científicas.

Pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi, referência em pesquisa científica na Amazônia, descobriram pelo menos três novas espécies de peixes no bioma. A divulgação das espécies ocorreu nesta semana, mas os animais foram coletados em 2009 ou em anos anteriores. As descobertas foram feitas por alunos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Os trabalhos tiveram orientação do pesquisador Wolmar Benjamin Wosiacki, curador da Coleção de Ictiologia do Goeldi. Agora, aguardam publicação em revistas científicas, quando deve ser determinado o nome específico de cada nova espécie encontrada. "Quando descobrimos uma espécie, temos de confrontá-la com outros espécimes e analisar acervos científicos para ter certeza de que ela é nova", explica ele.

Divulgação /Divulgação

Espécie do gênero Hyphessobrycon tem mancha escura da cauda, segundo bolsista. (Foto: Divulgação/ Museu Goeldi)

Um dos peixes descobertos é do gênero Hyphessobrycon, com espécie ainda não denominada, analisado pela bolsista Marilena Carvalho da Silva. O animal pertence a um grupo que vive em rios e lagos da África e da América. A nova espécie tem algumas diferenças em relação a outras do grupo, como uma mancha escura na nadadeira da cauda, segundo a bolsista.

Outra nova descoberta é do gênero Tetranematichthys, pesquisado pelo bolsista Luiz Antônio Wanderley Peixoto. Ele coletou o animal em 2007, entre a foz do Rio Negro e a do Trombetas, no Baixo Amazonas.
Divulgação/Divulgação
Animal do gênero Tetranematichthys foi encontrado entre a foz do Rio Amazonas e a do Trombetas. (Foto: Divulgação/ Museu Goeldi)

Já a bolsista Tamires Danielle Viana analisou uma nova espécie do gênero Hemigrammus. Segundo ela, há cerca de 43 espécies reconhecidas do gênero, distribuídas nos rios Amazonas, Orinoco, Paraná-Paraguai, no São Francisco em rios das Guianas e Suriname.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início