domingo, 29 de setembro de 2013

Receita de Frango com Pequi

Frango pequi receita
Pequi, para aqueles que não conhecem essa fruta, de cheiro muito marcante e características também, primeiramente, deve-se lembrar de não morder esse lindo fruto amarelo que chama a atenção. Com uma semente dura e cheia de espinhos, pode fazê-lo lembrar arduamente por alguns dias por tê-lo mordido.

Ainda dentro da casca, dura e verde, não apresenta risco nenhum e nem mesmo chama muita atenção. Depois de maduro, emana um cheiro muito forte e doce.

As flores do pequi, pequenas e delicadas com cheiro bem peculiar, são amarelas e se vão ao vento facilmente, florescem de agosto a novembro e dão frutos maduros, quando caem ao chão, a partir de setembro (normalmente novembro) até o início de fevereiro.

O pequizeiro, árvore típica do cerrado, não se tem comprovação científica de onde surgiu, mas sabe-se que estão à margem do rio Araguaia e nas regiões da Bahia, Minas Gerais e Goiás. Infelizmente, como várias árvores do cerrado, vem sendo derrubado e queimado em fornos clandestinos para produção de carvão em indústrias siderúrgicas da região.

Para aqueles que não dispensam o pequi, pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) divulgaram que o fruto ameniza a ação degenerativa das drogas do tratamento de câncer que costumam ser muito violentas, além de ter um excelente papel no retardamento da velhice.

O óleo da polpa tem efeito tonificante, sendo usado contra bronquite, gripes e resfriados e no controle de tumores. É comum o óleo ser misturado ao mel de abelha ou banha de capivara, em partes iguais, e a mistura resultante ser usada como expectorante. O chá das folhas é tido como regulador do fluxo menstrual. Na indústria cosmética, fabricam-se cremes para a pele tendo o pequi como componente.

O pequi é utilizado em inúmeros pratos pelo Brasil, por exemplo, arroz com pequi, galinhada com pequi, conserva da fruta
Frango com pequi
- 1 frango de aproximadamente 2 kg
- 15 a 20 pequis
- 2 tomates maduros
- 1 pimentão grande
- 2 cebolas grandes
- 3 dentes de alho
- 2 dentes de alho
- 1 colher bem cheia de colorau
- 3 colheres (sopa) de óleo
- 4 colheres (sopa) de vinagre
- 3 pimentas malagueta
- 1 colher (sopa) de sal
- Sal e pimenta do reino a gosto
André Navarro, natural de São Caetano do Sul (SP), mora em Goiânia, cursa Gastronomia na Faculdade Cambury e trabalha como personal chef
André Navarro, natural de São Caetano do Sul (SP), mora em Goiânia, cursa Gastronomia na Faculdade Cambury e trabalha como personal chef
Modo de preparo

- Corte o frango em pedaços
- Lave o frango com o vinagre (1/2 copo americano de água e vinagre)
- Enxágue em água corrente
- Tempere com sal e pimenta do reino, deixe descansar por cerca de 20 minutos
- Esquente o óleo em uma panela
- Adicione o alho amassado, o colorau e deixe dourar
- Adicione o pequi já limpo em água corrente
- Adicione o frango em pedaços, deixe refogar
- Adicione cebola, pimentão e o tomate, cortados em cubos
- Adicione água aos poucos, até cozinhar, deixando um caldo grosso
- Adicione a pimenta malagueta amassada a gosto (se preferir coloque-a inteira, cuidado para não parti-la ao meio)
- Prove, adicione sal a gosto
Dica: Sirva com arroz branco.
Flor do pequi
Uma estrela assim formosa
Que nasce aqui no cerrado
Do pequizeiro é a rosa
E seu fruto é afamado.
Esta flor é bem sensível,
Não se pode apertar não
Sua reação é incrível,
Ela murcha e cai no chão.
O seu fruto é saboroso
Quem o come não esquece.
Sem espinhos é gostoso,
Vem provar, se não conhece.
Hull de La Fuente

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início