quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Dengue: descoberta do quinto sorotipo reforça a importância da prevenção


Fonte: Educação em Saúde com informações da Fiocruz e Secretaria de Estado de Saúde/MT

Cientistas americanos da Universidade do Texas descobriram um novo tipo de vírus da dengue na Ásia. Eles receberam amostras de sangue de uma epidemia de dengue ocorrida em 2007 na Malásia e encontraram um tipo completamente diferente dos outros quatro já conhecidos. Após a análise genética, foi confirmado e apresentado este quinto tipo de vírus da dengue.

Existem oficialmente cinco tipos de dengue. Mas, por enquanto, este quinto tipo só foi encontrado na Malásia.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ligada ao Ministério da Saúde, disse que está acompanhando os estudos sobre a dengue, incluindo a do tipo 5, e que a descoberta do novo vírus não vai trazer impactos para as pesquisas já em curso para o desenvolvimento de uma vacina.

De acordo com os dados do SINAN online, de 1º janeiro a 24 de outubro de 2013, o Estado de Mato Grosso registrou 43.004 casos notificados de dengue, com 36 ocorrências de óbito, sendo 34 confirmados. O Estado de Mato Grosso registrou nesse período, 107 casos graves de Dengue.

O quadro epidemiológico caracteriza-se pela circulação simultânea de dois sorotipos virais da dengue, o DENV 1 e a introdução do sorotipo DENV 4 no Estado.

O coordenador da Vigilância em Saúde, Eberson Mateus apresentou a situação da Dengue, destacando que todo o município está em risco de epidemia, pois em todos os bairros de Água Boa foram encontrados criadouros do mosquito da dengue, principalmente no lixo doméstico.

O coordenador ressaltou a importância do acesso dos Agentes de Saúde dentro das residências e o cuidado com locais que possam servir de criadouros, como por exemplo reservatórios de geladeiras, climatizadores portáteis etc.

Os desafios, tanto no desenvolvimento de uma vacina quanto no combate à expansão da doença, reforçam a importância da prevenção por meio do controle do mosquito e da conscientização pública. Por isso, as ações para eliminar focos e, consequentemente, prevenir surtos da doença, dependem do empenho de toda a população e devem fazer parte da rotina de cada um.

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início