terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Seleção Hypeness: 11 viagens capazes de transformar a sua maneira de encarar a vida

Viajar sempre é uma experiência, porém, em alguns casos, essa experiência é capaz de fazer você se transformar em uma outra pessoa. Seja pelas pessoas, percurso, fase da sua vida ou qualquer outro motivo, colocar o pé na estrada é sair da bolha que você conhece e se aventurar por “novos mundos”.
O Hypeness criou uma seleção com roteiros que, justamente, pela força das experiências que proporcionam, podem mudar a sua maneira de ver e viver a vida. Toma nota:
1. Viajar para o Alasca em busca da natureza selvagem
Quem ainda não leu ou assistiu a incrível história de Chris McCandless e seu ônibus mágico, não sabe o que está perdendo! A beleza cênica imponente, as enormes geleiras da Idade do Gelo e a vida selvagem em profusão tornam o Alasca um lugar transformador para qualquer ser humano.
MFoto via
2. Conhecer a sua verdadeira essência no Xingu
Ver de perto o Quarup, a cerimônia mitológica que homenageia os mortos, encenada pelos 5 500 índios de 14 etnias diferentes que vivem no Parque Indígena do Xingu, está certamente entre as experiências mais incríveis que se pode ter na vida!
Aldeia Kamayurá, durante o Kuarup (festas dos mortos), na região do alto Xingu. 15/08/2010. Foto: Celso Junior/AEFoto © brazilmundo
3. Sonhar alto em Machu Picchu, Peru
No século XV, a cidade construída pela civilização Inca a 2.350 metros de altitude nos Andes peruanos era um lugar sagrado, onde somente a nobreza, os sacerdotes e as mulheres escolhidas podiam entrar. Hoje, a montanha de granito com suas impressionantes construções erguidas com pesados blocos de rocha, atrai mochileiros e viajantes em geral que buscam entrar em contato com as vibrações positivas que emanam do local.
mistica1Foto © Mochila Brasil
4. Vivenciar todo o misticismo de Kathmandu, Nepal
O misticismo permanece intacto em Kathmandu, ponto de chegada e de partida para alpinistas do mundo inteiro ansiosos por escalar alguns dos picos mais altos do mundo, como o Everest e oAnnapurna. A cidade é repleta de templos e palácios hindus e budistas, que convivem em perfeita harmonia – aliás, a mescla única de grupos étnicos tradicionais é uma característica de Kathmandu. Destaque para o belo Balaju Baisdhara Park, com suas 22 bicas de pedra esculpidas na forma de dragões-marinhos.
balajuFoto © Nepal Travel
5. Se isolar na Ilha de Páscoa, Chile
As famosas estátuas Moai com seus rostos com narizes grandes olhando para o mar são icônicas da Ilha de Páscoa, também conhecida como umbigo do mundo (Te Pito o Te Henua). Constituídas por rochas vulcânicas, com 1 a 10 metros de altura e pesando até 80 toneladas, as estátuas espalham-se por todo o perímetro da ilha, que é considerada a porção de terra mais isolada do mundo e localiza-se bem no meio do Oceano Pacífico. Além das moais, a ilha abriga os vulcões Rano Kau e Rano Raraku, e algumas belas praias, como a calma Anakena.
mistica3Foto © Tourism Profile
6. Percorrer os Caminhos de Santiago, Espanha
Guiado pelas estrelas, um camponês chamado Pelayo percorreu o interior da Espanha até Compostela, onde encontrou os restos mortais de São Tiago (ou Santiago), um dos apóstolos de Cristo. A lenda ganhou fama e, desde então, peregrinos (ou não) percorrem diversos caminhos do país até a cidade em busca de momentos de paz e reflexão. O percurso mais tradicional parte da França e percorre 800 km até Santiago. Segundo quem já percorreu o trajeto, mais do que uma viagem, trata-se de um projeto de vida.
mistica4Foto via
7. Ter uma experiência transcendental em Rishikesh, Índia
Foi lá que, nos anos 1960, os Beatles rumaram para se encontrarem com o guru indianoMaharishi Mahesh Yogi, fundador da Meditação Transcendental. É considerada a capital mundial da Ioga e meditação, e todo ano atrai milhares de turistas interessados em conhecer seus diversos templos hindus e centros de meditação, os Ashram.
mistica5Foto via
8. Escalar a Croagh Patrick, Irlanda
Foi aqui que St. Patrick, padroeiro da Irlanda, passou 40 dias e noites jejuando. Apesar de levar apenas algumas horas para chegar ao local, é preciso percorrer um caminho um tanto quanto árduo: uma subida íngreme que culmina no topo da montanha, a 765 metros de altura.Chegando lá, você pode assistir a uma missa e, como recompensa, apreciar a vista exuberante do lado oeste da Irlanda.
mistica6Foto via
9. Ser feliz no Butão
Ser feliz é assunto tão sério nesse país asiático, localizado entre a China e Índia e perto do Nepal, que há uma política pública chamada Gross National Happiness (“Felicidade Interna Bruta”). De acordo com este conceito, o estado se responsabiliza por prover as condições necessárias para que a população possa se concentrar na busca pela felicidade, por meio dos ensinamentos do budismo. Os butaneses vivem em completa harmonia com a natureza e fazem questão de preservar a própria cultura e tradições.
butanFoto via
10. Mergulhar no Mar Vermelho, Egito
O Mar Vermelho, “onde o deserto se encontra com o oceano”, é verdadeiramente um dos ambientes naturais mais exóticos do planeta, e com certeza um dos mais fascinantes. Com 40 milhas de recife, é dotado de formações de corais incomparáveis no mundo submarino. Um encontro inesquecível com a natureza em um lugar originado a aproximadamente 30 milhões de anos.
mistica8Foto © Alexandre Galvo
11. Chegar ao fim do mundo e re-começar na Patagônia, Argentina
“Aqui é o fim do mundo” é uma frase que se vê em todo canto ao se visitar a Patagônia. Contudo, bem que pode ser o re-começo de tudo também. De um lado, os imponentes Andes; no meio, o maior deserto das Américas; do outro lado, enfim, o Oceano Atlântico, repleto de pinguins, focas, baleias e orcas. Uma volta ao mundo em um único lugar!
mistica12

Seja o primeiro a comentar

Copyright© 2008-2015 | AGUA BOA NEWS COMUNICAÇÃO LTDA Todos os direitos reservados | By: MICHEL FRANCK

Início